Na balança: finanças x saúde mental

Saúde mental e dinheiro estão mais conectados do que imaginamos. Só para termos uma ideia, uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) apontou que 70% das pessoas que têm problemas financeiros sofrem de algum transtorno mental, como ansiedade, insônia ou depressão.

Mas por que é tão difícil lidar com o dinheiro?

A falta de cultura em educação financeira certamente contribui para o assunto virar um tabu social. Pouco se fala sobre dinheiro (ou a falta dele) entre casais, de pai para filho, nas escolas ou entre amigos.

E a dificuldade em lidar com o tema vem muito desse silêncio, com o qual nos acostumamos desde crianças, quando nossos pais discutiam problemas de dinheiro a portas fechadas.

Então, para começarmos a lidar com as questões financeiras é muito importante falar sobre e olhar para elas sem medo.

Afinal, quando o monstro está debaixo da cama, no escuro, ele se torna muito mais assustador, concorda?

Olho no olho

Eis aqui algumas dicas que podem contribuir para uma vida financeira (e uma mente!) mais saudável:

  • Conversar com cônjuges, pais, filhos, amigos e abrir o possível problema financeiro que estamos enfrentando. Isso é essencial para olharmos de uma forma racional para o desafio e contar com apoio para pensar em soluções.

  • Perder o medo de fazer conta. Seja em um app, numa planilha ou num caderninho, o importante é colocar no papel o quanto ganhamos e, se for o caso, nossas dívidas. Assim, conseguimos ter uma ideia clara de como está nossa situação financeira para começarmos a nos organizar.

  • Procurar ajuda. Se você se enrolou com dívidas ou anda com sintomas que estão atrapalhando sua vida, como insônia, sensação de pânico e paralisia, talvez seja hora de buscar um profissional. Um psicólogo pode ajudar bastante nessa etapa. E não descarte uma consulta com um especialista financeiro também!

IVI é um benefício corporativo. Vamos juntos cuidar da saúde emocional dos seus colaboradores?

IVI é um app de saúde mental e bem-estar para ambientes corporativos.

O que sua empresa tem feito pela saúde emocional dos colaboradores?

Preencha o formulário para solicitar um contato de nossos consultores.